Valor Agregado Econômico x Valor Agregado de Mercado: Qual é a Diferença?

Valor Econômico Adicionado vs.Valor de mercado adicionado: uma visão geral

Existem inúmeras maneiras pelas quais investidores e credores podem estimar o valor de uma empresa.Isso se torna cada vez mais importante para indivíduos que buscam oportunidades de investimento de valor em pequenas e grandes empresas.As avaliações também podem ser usadas para determinar se um negócio é um bom risco de crédito.

As métricas mais comuns usadas para determinar o valor de uma empresa incluem o valor econômico agregado e o valor agregado de mercado.No entanto, existem diferenças distintas entre essas duas estratégias de avaliação, e os investidores precisam estar cientes de como usar cada uma.

Principais conclusões

  • O valor econômico agregado (EVA) e o valor agregado de mercado (MVA) são formas comuns de um investidor avaliar o valor de uma empresa.
  • O EVA é útil como forma de medir o sucesso econômico de uma empresa, ou a falta dele, em um período específico de tempo.
  • O MVA é útil como medida de riqueza, avaliando o nível de valor que uma empresa acumulou ao longo de um período de tempo.
1:38

Valor Econômico Adicionado - EVA

Valor Econômico Adicionado

O valor econômico agregado (EVA) é uma medida de desempenho desenvolvida pela Stern Stewart & Co. (agora conhecida como Stern Value Management) que tenta medir o verdadeiro lucro econômico produzido por uma empresa.Frequentemente, também é chamado de "lucro econômico" e fornece uma medida do sucesso (ou fracasso) econômico de uma empresa ao longo de um período de tempo.Essa métrica é útil para investidores que desejam determinar quão bem uma empresa produziu valor para seus investidores e pode ser comparada com os pares da empresa para uma análise rápida de quão bem a empresa está operando em seu setor.

O lucro econômico pode ser calculado tomando o lucro operacional líquido após impostos de uma empresa e subtraindo dele o produto do capital investido da empresa multiplicado por seu custo percentual de capital.

Por exemplo, se uma empresa fictícia, a Cory's Tequila Company (CTC), teve em 2018 lucros operacionais líquidos após impostos de US$ 200.000 e investiu capital de US$ 2 milhões a um custo médio de 8,5%, o lucro econômico da CTC seria calculado como US$ 200.000 - (US$ 2 milhões x 8,5%) = $ 30.000.

Esses US$ 30.000 representam um valor igual a 1,5% do capital investido da CTC, fornecendo uma medida padronizada para a riqueza que a empresa gerou além de seu custo de capital durante o ano.

A rentabilidade de uma empresa pode ser aferida pelo cálculo do EVA, pois seu foco está na rentabilidade de um projeto empresarial e, portanto, na eficiência da gestão da empresa.

O valor econômico agregado (EVA) leva em consideração o custo de oportunidade de investimentos alternativos, enquanto o valor agregado de mercado (MVA) não.

Valor de mercado adicionado

O valor de mercado adicionado (MVA), por outro lado, é simplesmente a diferença entre o valor de mercado total atual de uma empresa e o capital contribuído pelos investidores (incluindo acionistas e detentores de títulos). Normalmente é usado para empresas maiores e de capital aberto.O MVA não é uma métrica de desempenho como o EVA, mas sim uma métrica de riqueza, medindo o nível de valor que uma empresa acumulou ao longo do tempo.

À medida que uma empresa tem um bom desempenho ao longo do tempo, ela reterá os lucros.Isso melhorará o valor contábil das ações da empresa, e os investidores provavelmente aumentarão os preços dessas ações na expectativa de ganhos futuros, fazendo com que o valor de mercado da empresa suba.Quando isso ocorre, a diferença entre o valor de mercado da empresa e o capital aportado pelos investidores (seu MVA) representa o excesso de preço que o mercado atribui à empresa como resultado de seus sucessos operacionais passados.

Diferentemente do EVA, o MVA é uma métrica simples da capacidade operacional de um negócio e, como tal, não incorpora o custo de oportunidade de investimentos alternativos.