Quais são as razões pelas quais a alienação ocorre?

Quais são as razões pelas quais as alienações ocorrem?

Em finanças, alienação ou alienação é definida como a alienação de um ativo por meio de venda, troca ou encerramento.Um desinvestimento é um importante meio de criação de valor para empresas em fusões, aquisições e no processo de consolidação.Por exemplo, uma fusão pode criar operações e negócios redundantes.Por meio do desinvestimento, a empresa pode melhorar a eficiência operacional e reduzir custos.No entanto, existem muitas razões pelas quais as empresas se envolvem em desinvestimentos, e nem todas têm um impacto positivo na empresa.

Principais conclusões

  • Em finanças, alienação é o processo de alienação de um ativo por meio de venda, troca ou encerramento.
  • Um desinvestimento é um importante meio de criação de valor para empresas em fusões, aquisições e no processo de consolidação.
  • Por meio da alienação, uma empresa pode eliminar redundâncias, melhorar a eficiência operacional e reduzir custos.
  • As razões pelas quais as empresas alienam parte de seus negócios incluem falência, reestruturação, levantar dinheiro ou reduzir dívidas.

Entendendo os motivos das alienações

As empresas que alienam uma parte de seus negócios podem fazê-lo vendendo uma subsidiária ou um negócio separado que opera sob a controladora.Os desinvestimentos são comuns em grandes corporações de capital aberto, uma vez que elas normalmente têm mais unidades de negócios e são mais propensas a se envolver em aquisições de empresas fora de seu setor.As aquisições envolvem a compra de uma empresa ou de uma unidade de negócios específica.

Embora existam inúmeras razões pelas quais as empresas alienam ativos ou parte de sua empresa, abaixo estão alguns dos cenários mais comuns em que as empresas se envolvem em alienações.

Falência

As empresas muitas vezes entram em falência devido a problemas operacionais e financeiros, e o desinvestimento quase sempre faz parte desse processo.A alienação pode ajudar a empresa a reduzir custos, melhorar o fluxo de caixa e sair da falência como uma empresa mais saudável.Por exemplo, a General Motors entrou com pedido de falência em 2009 e fechou pelo menos 11 fábricas indesejadas.Ela vendeu algumas de suas marcas não lucrativas, como Saturn e Hummer, como parte de seu plano de reorganização.

Arrecadar dinheiro

Outro motivo comum para alienação é levantar dinheiro.Isso é especialmente importante para empresas que passam por dificuldades operacionais e financeiras.Por exemplo, a Sears Holdings, uma empresa de varejo de consumo, lutou com vendas em declínio e fluxos de caixa negativos.Em 2014, como parte de seu plano de sobrevivência, a empresa anunciou a alienação de suas participações imobiliárias para angariar fundos para continuar reorganizando seu negócio de varejo.No entanto, a Sears, que também é dona da Kmart, tem lutado desde que saiu da falência em 2019, mesmo depois de fechar centenas de suas lojas e usar o dinheiro de seus desinvestimentos para pagar parte de sua dívida.

Negócios não essenciais

As empresas podem alienar negócios que não fazem parte de suas operações principais para que possam se concentrar em suas principais linhas de negócios.Em 1989, a Union Carbide, um conhecido fabricante de produtos químicos industriais e plásticos, decidiu desmembrar seus negócios de grupos de consumidores não essenciais para que pudesse se concentrar mais em seus negócios principais.

Em 2020, a WeWork Corporation, que fornece espaços de compartilhamento de escritórios para aluguel, enfrentou dificuldades financeiras.Como resultado, a equipe de gerenciamento anunciou alienações de seus negócios não essenciais, incluindo marketing de conteúdo e negócios de software.

Ganhos

As empresas geralmente desinvestem para melhorar a estabilidade de seus resultados.Lucro é sinônimo de lucro líquido ou lucro.Em 2006, a Philips, uma empresa holandesa de tecnologia diversificada, decidiu vender sua subsidiária de chips, a NXP Semiconductors.A principal razão para vender o NXP foi a alta volatilidade e imprevisibilidade dos lucros para o negócio de chips, o que estava prejudicando o valor das ações da Philips.

Fortaleça o Balanço Patrimonial

Quando a gerência executiva de uma empresa afirma que está tomando medidas para fortalecer o balanço da empresa, normalmente significa que deseja pagar a dívida.

Por exemplo, em 2020, a General Electric Corporation (GE) anunciou a conclusão da alienação de sua divisão BioPharma, na qual a GE recebeu aproximadamente US$ 20 bilhões em dinheiro.De acordo com o comunicado de imprensa, o presidente e CEO da GE H.Lawrence Culp Jr. afirmou que a venda ajudou a "diminuir o risco de nosso balanço patrimonial e continuar a solidificar nossa posição financeira".

Valor de desbloqueio

Uma empresa geralmente se divide em duas ou mais empresas para liberar valor que se acredita ser maior para entidades separadas do que para uma empresa consolidada.Isto é especialmente importante durante a liquidação.Por exemplo, os investidores estão dispostos a pagar muito mais por diferentes partes da empresa separadamente, como imóveis, equipamentos, marcas, patentes e outras partes, do que comprar uma única empresa.

Baixo desempenho

As empresas geralmente vendem partes de seus negócios que não estão atendendo às suas expectativas.Essas alienações podem envolver a eliminação de subsidiárias ou divisões com desempenho insatisfatório.

Um exemplo notável de tal alienação foi feito pela Target, uma grande varejista de consumo.As lojas da Target no Canadá não tiveram um bom desempenho devido à fraca demanda dos clientes canadenses.Em 2015, a Target decidiu sair de sua linha de negócios canadense fechando suas lojas ou vendendo-as para interessados.

Regulamentos

As alienações às vezes acontecem por motivos regulatórios, como preocupações antitruste por parte dos reguladores.Um exemplo proeminente de alienação exigida pelas autoridades reguladoras envolveu a Bell Systems em 1982.Devido à posição de monopólio da Bell no setor de telecomunicações, o governo dos EUA ordenou a dissolução da empresa, criando muitas empresas menores, incluindo a AT&T.